Warning: Declaration of Cws_Walker_Nav_Menu::walk($items, $depth) should be compatible with Walker::walk($elements, $max_depth, ...$args) in /home/clinicadasaude/public_html/wp-content/themes/clinico/functions.php on line 0
Clínica da Saúde: Mapa de riscos, qual a sua função?

Mapa de riscos, qual a sua função?

10 de fevereiro de 2016

O mapa de riscos surgiu na Itália, na década de 60. Ele foi criado por trabalhadores da época, sindicatos e técnicos. O mapa de riscos é uma representação gráfica que indica os locais de trabalho que oferecem riscos à saúde e à vida dos trabalhadores. Ou seja, o mapa de riscos reúne as informações necessárias para se ter cuidado ao realizar alguma tarefa em ambiente que proporciona perigo.

Quem deve elaborar o mapa de riscos?

Segundo a NR5 no item 5.16 a elaboração do Mapa de Riscos é de responsabilidade da CIPA em parceria com o SESMT (onde houver). Sendo assim, qualquer uma dessas partes pode elaborar e assinar o documento.

Se a empresa não tiver CIPA ou SESMT o empregador poderá contratar o serviço de uma consultoria de Segurança do Trabalho para elaboração do Mapa de Riscos. 

Como se apresenta o mapa de riscos graficamente?

O mapa de riscos é dividido por cores e grupos, e é apresentado graficamente de acordo com o layout do local analisado através de círculos de cores diferentes.O tamanho dos círculos varia de acordo com o tamanho do risco no local sendo, riscos: pequeno, médio e grande.

Para melhor entendimento, explicaremos tudo neste artigo.

O Grupo 1, identificado como o grupo verde, alerta sobre os riscos físicos (ruído, vibração, radiação, frio, calor, pressão e umidade).
O Grupo 2, identificado como o grupo vermelho, alerta sobre os riscos químicos (fumos, poeiras, gases, neblina, vapores e substâncias compostas ou produtos químicos).
O Grupo 3, identificado como o grupo marrom, alerta sobre os riscos biológicos (bactérias, vírus, parasitas, fungos e bacilos).
O Grupo 4, identificado como o grupo amarelo, alerta sobre os riscos ergonômicos (levantamento e transporte manual de produtos pesados, esforço físico, jornada prolongada de trabalho, trabalho em turno noturno, monotonia e repetição de atividades durante a jornada de trabalho, controle muito rígido de produtividade, etc.).
O Grupo 5, identificado como grupo azul, alerta sobre os riscos de acidentes (máquinas e equipamentos sem proteção de segurança, arranjo físico inadequado, iluminação inadequada no ambiente de trabalho, riscos de incêndio ou explosão, armazenamentos inadequados, etc.).

Sabendo os grupos e cores do mapa de riscos é preciso estudar a empresa onde o mapa será construído. Para isso, você precisará das seguintes informações: quantidade de trabalhadores, sexo, idade e os treinamentos que cada um possui. Além disso, qual a atividade que eles exercem e quais os instrumentos ou materiais que utilizam pra exercer a atividade.

Com essas informações já conhecidas, é preciso identificar os indicadores do ambiente (medidas de proteção – tanto coletivas quanto individuais -, medidas de organização e higiene) e os indicadores de saúde (queixas frequentes dos trabalhadores de cada área, os acidentes já ocorridos na empresa e as doenças que já foram causadas por causa do trabalho).

Com o mapa de riscos concluído é muito mais fácil identificar os ambientes e atividades que apresentam mais ou menos riscos. Isso dá segurança ao trabalhador e ao empregador, garantindo bem-estar e qualidade de vida.

A Clínica da Saúde há mais de 15 anos presta assessoria completa na área de Segurança e Medicinado Trabalho. Nossa equipe técnica, em conjunto com a médica, atende todos os tipos e tamanhos de empresas. Fale conosco e tire todas as suas dúvidas sobre o mapa de riscos e os nossos serviços.

Leave a Comment